UNAMA | Ser Educacional Unama
06 Novembro
Belém
II Roda de Conversa em Saúde Mental
Por Renata Glaucia

Com o grande sucesso da I RODA DE CONVERSA, acontecerá no dia 23 de novembro, das 08:00hs às 18:00hs, a II RODA DE CONVERSA EM SAÚDE MENTAL MULTIDISCIPLINAR trazendo como tema uma visão assistencial humanizada abrangendo as diversas profissões com essa especialidade.

A II RCSM tem o objetivo de reunir acadêmicos, profissionais e comunidade, para conhecer sobre a assistência do profissional de saúde que atua na área de saúde mental, para que o sujeito em sofrimento psíquico possa ser assistido de forma científica e humanizada pelos profissionais, dentro da realidade onde ele se encontra e mostrar a sociedade como isso ocorre.

Mas não somente isso, a RODA DE CONVERSA EM SAÚDE MENTAL vem através dos organizadores e palestrantes como agente de conscientização no âmbito científico e empírico onde muitas pessoas, com títulos ou não, possuem preconceito imperial por indivíduos acometidos com algum transtorno mental. Assim como Augusto Cury diz: “As sociedades modernas se tornaram grandes hospitais psiquiátricos onde o normal é ser doente.”

II RODA ocorrerá no dia 23/11/2017 , no campus Alcindo Cacela, a partir das 8h. O evento é destinado para academicos e profissionais de saúde ou de outras areas que tenham interesse.

Inscrições pelo site.

A inscrição será efetivada com a doação de um brinquedo no dia do evento.

Não percam!

03 Novembro
Ananindeua
Confira o calendário de Provas 2017.2
Por Danielle Carneiro

Fiquem de olho no calendário de provas da 2ª avaliação, 2ª chamada e prova final deste semestre. Imagens seguem em anexo.

 

 

 

01 Novembro
Belém
Depressão e Suicídio são temas na II Roda de Conversa Multiprofissional em Saúde Mental
Por Renata Glaucia

A Depressão e Suicídio é um assunto que deve ser abordado nas graduações dos cursos de saúde, e porque não em outros cursos também?

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde) até 2020 a depressão será a doença principal mais incapacitante no mundo todo. Atualmente, há mais de 120 milhões de depressivos no mundo.

No Brasil, estima-se 17 milhões. Aproximadamente 850 mil pessoas morrem, anualmente, em decorrência da doença (LEITE,2016).

A Depressão não tratada, pode evoluir com consequências fatais, o suicídio.

O suicídio pode ser definido como um ato deliberado executado pelo próprio indivíduo, cuja a intenção seja a morte (SILVA 2014).

Na disciplina Cuidado de Enfermagem em Saúde Mental e Psiquiatria aqui na UNAMA, o tema Depressão e Suicídio é amplamente abordado e discutido, afinal a melhor assistência de enfermagem é a prevenção. Ao falar do assunto a docente pergunta em sala de aula aos discentes: Alguém conhece uma pessoa que cometeu o suicídio? E a resposta sempre é SIM.

A figura ilustra a prevalência de comportamento suicida na população brasileira ao longo da vida mostrando por exemplo, que17% das pessoas no Brasil pensam, em algum momento, em tirar a própria vida.

Venha ampliar seus conhecimentos e participar da II RODA DE CONVERSA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE MENTAL: UMA VISÃO ASSISTENCIAL HUMANIZADA que acontecerá dia 23/11/17 de 08:00hs as 17:00hs no Auditório David Mufarrej, a inscrição é apenas um brinquedo, Em breve inscrições  PELO SITE http://extensão.unama.br

01 Novembro
Ananindeua
Aprovado novo Código de Ética da Enfermagem brasileira
Por Adriana Pinheiro

O novo Código de Ética da Enfermagem brasileira foi aprovado na  494ª Reunião Ordinária de Plenário do Conselho Federal de Enfermagem. Fruto de amplo e democrático debate, o código concilia a defesa da sociedade com a proteção ao bom profissional.

Para o presidente do Cofen, Manoel Neri, o novo Código de Ética reflete a complexidade da atuação profissional nos tempos atuais. “Preservamos a essência do documento pactuado na I Conferência Nacional de Ética em Enfermagem (Conaeenf), incorporando contribuições dos presidentes dos Conselhos Regionais e dos conselheiros federais”, afirmou.

Confira a matéria completa.

24 Outubro
Belém
Alunos participam de evento relacionado ao Outubro Rosa
Por Renata Glaucia

No dia 19 de outubro no Campus Alcindo Cacela, a Responsabilidade Social em parceria com o curso de bacharelado em Enfermagem realizaram uma atividade em alusão ao Outubro Rosa.

A programação contou pela parte da manhã e noite com a sensibilização da comunidade acadêmica acerca dos métodos profiláticos de combate ao câncer de mama e câncer de colo uterino, onde na oportunidade os acadêmicos do curso de enfermagem realizaram orientação em saúde no hall de entrada do campus através da demonstração do autoexame de mama e demonstração da coleta do exame Papanicolau (PCCU) em um aparelho ginecológico. Além disso, houve a distribuição de folders informativos sobre as patologias e brincadeiras onde a comunidade pode participar através de um quiz com perguntas e respostas sobre as doenças, sendo disponibilizado aos participantes brindes.

Pelo horário vespertino houve ciclo de palestras sobre a temática “ Prevenção de Câncer de colo uterino e Câncer de mama” com convidados de diversas áreas da saúde no auditório David Mufarrej. Dentre eles a enfermeira Dra Gabriela Goes (Coordenadora Estadual de Saúde da Mulher/DASE/DPAIS/SESPA) a qual ressaltou a importância do evento no que tange a orientação em saúde em especial sobre a prevenção do colo uterino e câncer de mama de modo a colaborar com a construção do saber científico salientando o papel do SUS no processo de formação acadêmica.

Para Adriana Mota (discente de enfermagem UNAMA) o evento contribuiu para a formação acadêmica e comunidade em geral de modo a salientar o papel do profissional de saúde no combate ao fatores etiológicos do câncer de mama e câncer de colo uterino. A programação finalizou com a atração musical Wine Band, a qual trouxe um pouco de jazz para abrilhantar o evento.

24 Outubro
Belém
Alunos doam sangue em ação proposta por professora
Por Renata Glaucia

A professora de Semiologia da UNAMA, Milene Tyll, chegou em sala de aula fazendo uma proposta no qual beneficiaria muitas pessoas, o “Mutirão do Amor”. O pedido foi abraçado por toda as duas turmas do curso de graduação em Enfermagem, do 4º semestre manhã, e todos compareceram na Fundação Centro de Hemoterapia e Hemopatologia do Pará (HEMOPA), no dia 19/10/2017. 

Como todos sabem doar sangue é um ato de solidariedade e, neste dia, mais de 70 jovens foram solidários ajudando a salvar o amor da vida de alguém.

Ao doar pela primeira vez, Denise Nagata (aluna do 4º MB) relata: “Foi um sentimento único, meus familiares ficaram orgulhosos; mas, o mais legal foi o que senti ao olhar a bolsa enchendo e saber o quanto o meu sangue era valioso e que poderia salvar a vida de alguém. Senti-me muito bem e feliz por isso. Foi a primeira vez, mas agora irei doar sempre”.  

É preciso criar o hábito de doar. Atualmente, são coletados no País cerca de 3,6 milhões de bolsas ao ano, um índice correspondente a 1,8% da população doando sangue (fonte: OMS).

“Já sou doadora há alguns anos e sempre que faço a minha doação, sinto uma felicidade imensa ao saber que estou salvando vidas e levando alegria à varias pessoas que recebem esse sangue e claro, as famílias das mesmas. É sempre bom ajudar ao próximo, não nos custa nada e faz um bem para a alma” afirma Bianca Pantoja (aluna do 4º MB). 

Existem critérios que permitem/impedem a doação de sangue, visando à proteção do doador e a segurança de quem for receber o sangue, determinados pelo Ministério da Saúde.

Então, para fazer a doação é necessário:

- Levar documento oficial de identidade com foto (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira do conselho profissional ou carteira nacional de habilitação);

- Estar bem de saúde;

- Ter entre 16 e 69 anos (menor de idade acompanhado do responsável legal);

- Pesar mais de 50 Kg;

- Não estar em jejum; evitar apenas alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação.

Intervalos para doação:

- Homens: 60 dias (até 4 doações por ano);

- Mulheres: 90 dias (até 3 doações por ano).

Participe você também, compareça até um Hemocentro e faça a sua parte! 

18 Outubro
Ananindeua
UNAMA realiza workshop de suporte básico de vida
Por Adriana Pinheiro

No próximo dia 21, das 8h às 12h, o curso de Enfermagem, unidade Amazônia (UNAMA), promoverá o workshop “Suporte Básico de Vida”, no auditório 2, do campus Ananindeua, com a participação da enfermeira Daniela Maria Nantes Boução, mestranda do Programa de Pós-Graduação de Enfermagem da Universidade Federal do Pará.
Segundo a coordenadora do curso de Enfermagem, Adriana de Sá Pinheiro, o workshop consiste em uma atividade para discussão sobre o conjunto de medidas e procedimentos técnicos que objetivam suporte básico de vida.  Na vida profissional do enfermeiro, dentre as suas áreas de atuação, destaca-se a urgência e emergência, em que o entendimento dos protocolos de suporte de vida torna-se relevante”, comenta a professora.
 
O evento é aberto à comunidade em geral, as inscrições podem ser feitas no site extensao.unama.br, de forma gratuita, com a doação de uma lata de leite ou um pacote de fraldas no dia do evento.     
 

05 Outubro
Belém
Cerimonia de posse da monitoria 2017.2
Por Renata Glaucia

No dia 04 de Outubro a Universidade da Amazônia realizou no auditório David Mufarrej a cerimonia de posse dos novos monitores da instituição. O Programa de monitoria apresenta inúmeros benefícios, dentre eles o desenvolvimento de autonomia do aluno monitor, o aumento do senso de responsabilidade e a ampliação do vínculo do professor, monitor, alunado.

É uma excelente oportunidade para o amadurecimento acadêmico do discente. Bem como possibilita que estes alunos aproximem-se dos trabalhos realizados pelas coordenações dos cursos, proporcionando-os vivenciar os trabalhos de gestão. O curso de enfermagem empossou 12 novos monitores e teve renovação de mais 02 monitores, totalizando 14 monitores para o semestre 2017.2.

Segundo a discente Samara Carvalho, monitora empossada para a disciplina de semiologia em enfermagem, a monitoria é um oportunidade de aprofundar seus conhecimentos e uma forma de qualificação profissional que ira possibilita-la concorrer a uma vaga de residência multiprofissional ao mesmo tempo em que servirá de base para uma futura vida docente.

Sejam bem vindos estimados monitores e que possamos aprender e a construir uma universidade ainda melhor.

Confiram as fotos!

04 Outubro
Belém
Alunos participam da ação Saúde na Estrada
Por Renata Glaucia

No dia 18 de setembro de 2017 ocorreu a ação "Saúde na estrada" que tem como objetivo realizar orientações de saúde aos caminhoneiros, promovida pelos postos Ipiranga em parceria com a UNAMA. A ação ocorre em todo o Brasil. No Pará a parceria com a UNAMA já ocorre há mais de três anos.

Nesta edição, os alunos do curso de Enfermagem da UNAMA realizaram avaliação da pressão arterial com orientações sobre a importância do controle frequente; avaliação da glicemia capilar e orientaram os casos que estavam fora do valor de referência; além de orientações sobre Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) com distribuição de preservativos. Os alunos do curso de nutrição realizaram a bioimpedância.

Esse tipo de atividade possibilita aos alunos experiências com a responsabilidade social, além de possibilitá-los o atendimento a um público que pouco se consegue atingir nos campos de práticas e estágios, que são os caminhoneiros.
 

04 Outubro
Belém
Cerimônia do jaleco 2017.2
Por Renata Glaucia

Uma cerimônia que marca a trajetória acadêmica do aluno da saúde, em que, a partir deste momento, eles farão uso de uma vestimenta que sem dúvida é um importante simbolo da profissão escolhida!

Alunos calouros do curso de Enfermagem da Universidade da Amazônia (UNAMA) - Alcindo Cacela Participaram na noite da quarta-feira – 06/09, no auditório David Mufarrej, da cerimônia do Jaleco. Relataram: O que acharam da cerimônia, como se sentiram, o que esperam do curso, e o que compreenderam da cerimônia.

A aluna Emilly Canelas de Souza, que esteve presente relatou: - Adorei, foi uma noite que embora simbólica, significou muito para mim, me sentir bem, da maneira como imaginava. Espero me tornar uma excelente enfermeira, usufruindo de todas as oportunidades que estiver ao meu alcance para que isso aconteça. Compreendi da cerimônia, que o jaleco não é simplesmente uma roupa, ele é sua proteção e deve ter bons modos quanto ao seu uso.

O aluno Victor Eduardo de Araújo Mesquita que também esteve presente relatou: - Construtiva para entender um pouco mais de minha profissão, estava tranquilo. Espero minha aprendizagem e formação de conhecimentos sólidos, para garantir que em meu plano de carreira foi minha melhor opção. Compreendi da cerimonia as bases de minha formação e compromisso, assim tendo responsabilidades e concisão nos meus atos.

A aluna Alina Dariane Freitas da Silva, relatou: Bem organizada, informativa, uma noite muito importantes para nós, alunos do curso de enfermagem, um incentivo para estudar e se interessa cada vez mais por essa profissão. Senti-me orgulhosa e bem. Espero ser uma profissional de qualidade, cumprir com meus deveres. Compreendi a importância dos desafios que iremos enfrentar, que o jaleco não é nenhuma roupa de status, mas é uma proteção. Como também, a função do enfermeiro que é essencial.

A mãe da aluna Alina, Dariane Freitas, Respondeu as seguintes perguntas: o que achou da cerimônia, o que espera da sua filha e da faculdade Relatou também: - organizada, informativa, expressou muito bem sobre o curso de enfermagem. Espero que ela se torne uma excelente profissional e que consiga por meio da sua profissão sucesso e realize seus sonhos de carreira. Dar o apoio necessário para que ela se torne uma profissional de qualidade.

A mãe da aluna Emilly, Andreia Canelas também respondeu as perguntas: - Cerimônia foi ótima, Espero que ela se torne uma boa profissional. Que a faculdade auxilie a torná-la uma profissional de qualidade com sua estrutura e bons professores.

Páginas