UNAMA | Ser Educacional Unama
16 Outubro
Santarém
Alunos do curso de saúde em Satarém realizam ação gratuita
Por Elzo Everton

 Acadêmicos do 6° Período dos cursos de Enfermagem e Nutrição, realizaram atendimento de saúde para Professores da Rede municipal de Santarém no Sindicato dos Professores.

Sob supervisão das professora Regiane de Paula, os estudantes desenvolveram atividades como educação em saúde, aferição de pressão arterial, avaliação nutricional, e outras mais, de forma gratuita.

 

 

16 Outubro
Santarém
Alunos de cursos de saúde participam do projeto de ação social em Satarém
Por Elzo Everton

Nesta última sexta-feira (13), acadêmicos do cursos de Enfermagem, Biomedicina, Odontologia e Educação Física da Faculdade - unidade Santarém, participam de mais uma etapa do Projeto de Responsabilidade Social denominado "Faculdade na Comunidade". Desta vez, a Pastoral do menor do Bairro do Mapirir recebeu mais uma etapa da ação.

Atividades como aferição de pressão arterial, educação em saúde, avaliação nutricional,  entretenimento, higiene bucal e várias outras, foram realizadas no local. O evento foi gratuito e voltado para a comunidade. 

04 Setembro
Belém
Cerimônias do jaleco 2017.2 ocorrerão no mês de setembro
Por Renata Glaucia

De 4 a 15 de Setembro ocorrerão as Cerimônias do Jaleco dos cursos do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde-CCBS.

Uma cerimônia que marca a trajetória acadêmica do aluno da saúde, em que, a partir deste momento, eles farão uso de uma vestimentaque sem dúvida é um importante simbolo da profissão escolhida!

O curso de enfermagem terá sua cerimônia no dia 04 de Setembro de 2017 às 19h, no Auditório David Muffarej, no Campus Alcindo Cacela.

 

 

22 Novembro
Ananindeua
Dia Mundial do Diabetes é comemorado dia 14 de novembro
Por Adreanne Oliveira

Data busca conscientização sobre a doença

22 Novembro
Ananindeua
Depressão ganha tratamento novo no Brasil
Por Adreanne Oliveira

Um novo tratamento para a depressão foi aprovado pela Anvisa e deve chegar ao mercado nos próximos meses. O novo medicamento é o VIIBRYD® (cloridrato de vilazodona), que estará disponível na forma de comprimidos, nas concentrações de 10mg, 20mg e 40mg. 

O produto é indicado para o tratamento do transtorno depressivo maior (TDM) em adultos, doença mais conhecida como depressão. 

O medicamente será fabricado pela empresa Patheon Puerto Rico Inc, localizada nos Estados Unidos. A dona do registro do medicamento no Brasil e responsável pela comercialização é a empresa Allergan Produtos Farmacêuticos Ltda. 

O que é o transtorno depressivo maior? 

De acordo com o Manual de Diagnóstico e Estatística para Distúrbios Mentais (DSM-IV-TR), o transtorno depressivo maior consiste em um ou mais episódios depressivos maiores. Um episódio depressivo é marcado pela tristeza persistente ou perda de interesse em atividades da vida cotidiana que prejudicam o dia a dia da pessoa. 

A depressão é uma doença comum. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, a depressão atinge cerca de 5,8% da população brasileira, ou seja, cerca de 11 milhões de pessoas. 

Como funciona o VIIBRYD® (cloridrato de vilazodona)? 

Segundo o conhecimento médico atual, uma das causas da depressão seria a neurotransmissão deficiente nas sinapses centrais da serotonina (5-HT). Por isso, um agente que aumenta a transmissão de 5-HT seria um eficaz antidepressivo. A vilazodona é um inibidor seletivo da recaptação da serotonina (ISRS) e um agonista parcial dos receptores serotoninérgicos 5-HT1A, o que justifica o seu desenvolvimento para o tratamento do transtorno depressivo maior. 

Fonte: Anvisa

 

22 Novembro
Ananindeua
Tratamento para câncer de próstata ganha genérico inédito
Por Adreanne Oliveira

A Anvisa publicou, nesta segunda-feira (20/11), o registro do medicamento genérico acetato de abiraterona.

O medicamento é utilizado no tratamento de pacientes com câncer de próstata metastático resistente a castração, em combinação com os medicamentos prednisona ou prednisolona. A aprovação do medicamento deve reduzir os custos do tratamento, pois os medicamentos genéricos devem entrar no mercado com um valor pelo menos 35% menor que o valor do produto de referência de acordo com a Lei dos Genéricos.

Até o momento, não havia genéricos do medicamento acetato de abiraterona, que está no mercado com o nome comercial Zytiga, registrado pela empresa Janssen-Cilag Farmacêutica. O medicamento genérico foi registrado pela empresa Dr. Reddys Farmacêutica.

Como o acetato de abiraterona funciona

O acetato de abiraterona inibe seletivamente uma enzima necessária para a produção de androgênios (hormônios sexuais) pelos testículos, glândulas suprarrenais e tumores da próstata. Assim, diminui consideravelmente os níveis destes hormônios, os quais levam à progressão da doença.

Fonte: Anvisa

17 Novembro
Ananindeua
14 de novembro: Dia Mundial do Diabetes
Por Adriana Pinheiro

Desde de 1991 que no dia 14 de novembro é celebrado pela Federação Internacional de Diabetes e pela Organizaçao Mundial da Saúde como o dia Mundial do Diabetes. Atualmente, o Diabetes é a mais comum das doenças não transmissíveis com elevada prevalência e incidência crescente. 

A enfermagem tem papel fundamental na prestação da informação ao paciente frente às medidas preventivas, tanto envolvendo as ações de prevenção primária, que incluem mudanças no estilo de vida da população saudável e ações de prevenção secundária, que abarcam a incorporação do tratamento diante do diabetes, e nos casos de complicações decorrentes do diabetes o paciente é assistido em sua reabilitação social, física e emocional.

Então, é possível citar como as principais ações de enfermagem no tratamento do paciente diabético, as seguintes:

• Orientar e educar a população saudável a manter hábitos de vida que diminuam o risco de adquirir o Diabetes Tipo II, como por exemplo, manutenção de uma dieta adequada, realização de exercícios físicos, parar de fumar, realização de exames periódicos;

• Orientar o paciente portador do Diabetes de qualquer tipo a manter os hábitos de vida saudáveis citados no item anterior como forma de diminuir a ocorrência de complicações advindas de um tratamento diabético ineficaz;

• Orientar o paciente diabético tipo 2 quanto à realização de vacinação contra a Influenza, já que o índice de mortalidade é aumentado mediante esse vírus nos portadores de diabetes;

• Monitorar o paciente e educar quanto ao tratamento farmacológico prescrito pelo médico. Identificar primeiramente a clareza do paciente para realizar o tratamento domiciliar, usar mecanismos para que o paciente não esqueça os horários das medicações e explicar a ele sobre reações e atitudes frente ao uso de hipoglicemiantes;

• Educar e monitorar o paciente em uso de insulinoterapia, demonstrar a aplicação da insulina, fornecer esquema de rodízio ao paciente, instruir sobre como se faz a aspiração das unidades de insulina e mesmo as complicações que podem ocorrer nos locais onde se aplica insulina, bem como o armazenamento, conservação e transporte. Fornecer informações sobre o uso dos instrumentos existentes para uso da insulina;

• Orientar o paciente a realizar a automonitorização e ensiná-lo a manusear o material e equipamento utilizado para tal, nos casos em que o paciente não tem condições de realizar em casa e necessita, deve ser orientado a comparecer ao posto de saúde;

• Monitorar a participação dos pacientes nas consultas médicas conforme a preconização do médico de retorno ao consultório, realização de exames e participação nos grupos de diabéticos;

• Participar de campanhas de rastreamento de casos de pacientes diabéticos e realizar os encaminhamentos necessários;

• Prestar cuidados de enfermagem ao paciente diabético hospitalizado, monitorar frequentemente a glicemia capilar (principalmente nos casos de estresse extremo, como por exemplo, nos pré e pós-operatórios), coletar dados do paciente sobre o esquema terapêutico que utiliza em domicílio e sempre registrar informações no prontuário. Assistir o paciente e monitorizar níveis de hipoglicemia nos pacientes hospitalizados e administrar medicações conforme a prescrição médica. Seguir ações de enfermagem específicas em cada complicação conforme citado no módulo;

• Interagir com a família do diabético para que a mesma compreenda certas manifestações do paciente e a correlação com a doença, tornando-se a família incentivadora do tratamento;

• Questionar sempre ao paciente sobre questões que podem envolver sinais de complicações da doença;

• Promover ao máximo o autocuidado eficiente;

• Incentivar o paciente a manter uma boa higiene bucal e relatar quaisquer casos de hemorragias, edemas ou dores na gengiva;

• Manter uma boa higiene e cuidados com a pele, orientar o paciente para que realize em casa e nos casos de pacientes hospitalizados realizar os cuidados;

• Instruir o paciente para que seja menos exposto possível a situações de estresse;

• Auxiliar o paciente a manter níveis adequados de glicemia como forma de proporcionar uma melhor qualidade de vida;

• Participar da prestação do cuidado aos pacientes que tiveram complicações e interagir em sua reabilitação familiar e social. 

Fonte: https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/educacao/assistencia-deenfermagem-ao-paciente-diabetico/34827

 

07 Novembro
Belém
A Enfermagem na atenção básica: lutas e conquistas
Por Renata Glaucia

O enfermeiro, na atenção primária à saúde, encontra-se inserido com as reais necessidades de saúde das famílias e comunidades que buscam o serviço de saúde. Assume um papel decisivo no que se refere à identificação das necessidades de cuidados da população em termos de promoção, prevenção e proteção das pessoas nas mais variadas dimensões.

Daí termos razões suficientes para questionarmos a liminar proferida pelo Conselho Federal de Medicina expedida pela 20ª Vara/DF em 20/09/2017, que restringia enfermeiros de solicitarem exames.

Diante de manifestações de profissionais e estudantes de enfermagem espalhados pelo país, o Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), recorreu da decisão e o presidente do TRF da 1ª Região acatou recurso e derrubou a liminar que impedia enfermeiros de requisitarem exames.

É importante destacar o grande retrocesso que seria para a enfermagem e para a população que busca o SUS, especialmente nas Estratégias Saúde da Família e Unidades de Saúde. A solicitação de exames de rotina e complementares é realidade no país desde 1997, quando foi publicada a Resolução COFEN 195/197.

Reafirmamos que a consulta de Enfermagem, o diagnóstico de Enfermagem e a prescrição de medicamentos em programas do Ministério da Saúde, são competências do Enfermeiro, respaldadas pela Lei 7.498/1986, regulamentadas pelo Decreto 94.406/1987 e pela Portaria MS 2.436/2017.

A passeata do dia 20 de outubro, que reuniu enfermeiros, técnicos, auxiliares e acadêmicos de enfermagem de instituições públicas e privadas de Belém/PA, além de representantes das entidades de classe, COFEN, COREN e SENPA, foi vitoriosa, pois demonstrou que lutaremos sempre, para reafirmar nosso compromisso e proteger as pessoas que necessitam do sistema público de saúde.

Por Profª Msc Luzia Beatriz Bastos

18 Outubro
Ananindeua
UNAMA realiza workshop de suporte básico de vida
Por Adriana Pinheiro

No próximo dia 21, das 8h às 12h, o curso de Enfermagem, unidade Amazônia (UNAMA), promoverá o workshop “Suporte Básico de Vida”, no auditório 2, do campus Ananindeua, com a participação da enfermeira Daniela Maria Nantes Boução, mestranda do Programa de Pós-Graduação de Enfermagem da Universidade Federal do Pará.
Segundo a coordenadora do curso de Enfermagem, Adriana de Sá Pinheiro, o workshop consiste em uma atividade para discussão sobre o conjunto de medidas e procedimentos técnicos que objetivam suporte básico de vida.  Na vida profissional do enfermeiro, dentre as suas áreas de atuação, destaca-se a urgência e emergência, em que o entendimento dos protocolos de suporte de vida torna-se relevante”, comenta a professora.
 
O evento é aberto à comunidade em geral, as inscrições podem ser feitas no site extensao.unama.br, de forma gratuita, com a doação de uma lata de leite ou um pacote de fraldas no dia do evento.     
 

23 Fevereiro
Ananindeua
Ação legal é com saúde!
Por Adriana Pinheiro

Estudantes de enfermagem promovem atendimentos para mulheres e crianças
 
“Trote legal é trote com Saúde!”, que promove ações de promoção à saúde da mulher e da criança, em especial ao Dia Internacional da Mulher
 
A manutenção da boa saúde de mulheres e crianças exige uma série de cuidados e atitudes preventivas e cuidados especiais para garantir uma vida saudável e sem surpresas. Pensando nisso, alunos e professores do curso de enfermagem da Universidade da Amazônia (UNAMA), realizarão por meio da campanha “Trote legal é trote com Saúde!”, que promove ações de promoção à saúde da mulher e da criança, em especial ao Dia Internacional da Mulher, dia 8 de março, de 8h às 12h, na Associação Comunitária Cultural Beneficente do Levilândia.
 
Os interessados devem fazer inscrição na secretaria das coordenações, do campus Ananindeua, de 8h às 18h, mediante ao preenchimento o preenchimento do formulário de inscrição e entrega de kit escolar. A participação é gratuita.
 
A ação também promove a recepção dos calouros dos cursos da área da saúde, do campus Ananindeua e incentiva a responsabilização social dos acadêmicos com a comunidade circunvizinha à Universidade, especialmente aos alunos de enfermagem. De acordo com a coordenadora do curso, Adriana Sá Pinheiro, o evento será direcionado às mulheres e crianças e serão arrecadados materiais escolares para doação para Comunidade do Levilândia.

Páginas