UNAMA | Ser Educacional Unama
22 Março
Belém
Identificação humana por análise de DNA
Autor: Dirceu Costa

 

Muitos acadêmicos de Biomedicina sonham em trabalhar com análises genéticas. Sabe-se que indivíduos da mesma espécie, seja esta elefantes africanos, milho ou seres humanos, têm o DNA praticamente idêntico. Mas a sequência do DNA em certos locais, conhecidas como LOCI, varia nos genomas individuais. Esta variação pode ser utilizada para distinguir um indivíduo de outro da mesma espécie. O processo de análise destas variações com o propósito de identificar indivíduos é conhecido como PERFIL DE DNA ou FINGERPRINTING GENÉTICO (impressão genética). A impressão genética faz uso de sequências repetitivas altamente variáveis, chamadas STRs (short tandem repeats). Estes loci são altamente similares entre humanos muito relacionados, mas variáveis o suficiente para que seja extremamente pouco comum que humanos não aparentados tenham os mesmos alelos.

As técnicas de identificação humana por DNA vêm sendo utilizada com diversos objetivos, incluindo as ciências forenses (comparar o DNA encontrado em cenas de crime contra o de suspeitos, ou identificações de vítimas de catástrofes), testes de paternidade, investigações históricas, elucidação de desaparecimentos e ainda na criação de bancos de dados de criminosos sexuais. 

Aprofunde suas pesquisa e fique por dentro.

 

Comentários