UNAMA | Ser Educacional Unama
26 Dezembro
Belém
Mercado de trabalho da estética
Autor: Rodrigo Pereira

Por: Bete Rodrigues

O mercado de trabalho da estética é crescente e exige muito dos profissionais. No passado, eram aceitos profissionais com cursos livres, mas hoje esta realidade não faz mais parte do cotidiano da profissão. A procura por profissionais qualificados cresceu muito e, com isso, a necessidade de ofertar serviços de qualidade e com resultados é maior, logo a capacitação profissional tornou-se obrigatória.

O profissional tem inúmeras possibilidades de trabalho, pode ser autônomo e formar parcerias com outros profissionais da área de saúde, como cirurgia plástica, dermatologia, nutrição, e com isso aumentar o seu número de clientes. Além disso, profisisonal da estética pode montar seu empreendimento baseado em um nicho definido como atendimento apenas ao público masculino. Ou, ainda, ter a possibilidade de trabalhar em uma clinica de estética ou salão de beleza, com rendimentos mensais bastante atraentes, fora comissões acertadas entre as partes.

Tabela de Piso Salarial

Para os empregados admitidos a partir de 01/09/2016, ficam estabelecidas as seguintes classificações e pisos salariais para categoria profissional:

TECNÓLOGA (O) EM ESTÉTICA _____________ R$ 1.243,89
ESTETICISTA _____________________________ R$ 1.130,81
AUXILIAR EM ESTÉTICA ___________________ R$ 1.017,69
MASSOTERAPEUTAS ______________________ R$ 1.130,81
DEPILADORES ___________________________  R$ 1.130,81
GERENTES ______________________________  R$ 1.406,79
MICROPIGMENTADOR (A) ________________ R$ 1.001,25

*FONTE: www.pisosalarial.com.br/salarios/piso-salarial-esteticistas

A faixa salarial do autônomo é muito relativa, depende da quantidade de clientes atendidos mensalmente, algumas pessoas chegam a uma renda mensal de R$ 4.500,00 à R$ 10.000,00. Mas, para tal, é necessário muito investimento pessoal em estudo, dedicação e amor à profissão. 

Comentários