UNAMA | Ser Educacional Unama
17 Agosto
Belém
Horário de aula do curso de Serviço Social
Por Fabia Jaqueline

Mais um semestre começa.

Novos desafios e muito conhecimento para todos do curso de Serviço Social da UNAMA. 

Os professores e a coordenação desejam boas vindas a todos e vamos trabalhar bastante para que nosso semestre seja tranquilo e enriquecedor.

Confira o horário das aulas em anexo.

03 Agosto
Santarém
Calendário de Provas do curso de Serviço Social
Por Peter Xavier

Atenção alunos do curso de Serviço Social da UNAMA Santarém!

Fiquem atentos para as datas e horários das avaliações do semestre!

Em anexo estão os horários de aplicação de provas!

01 Agosto
Santarém
Horários de aula do curso de Serviço Social já estão disponíveis
Por Peter Xavier

As aulas do curso de Serviço Social iniciam dia 07 de agosto. Os estudantes da graduação já podem conferir os horários de aula, dispostos no arquivo presente no campo "Anexo" abaixo.

29 Junho
Belém
Alunos de Serviço Social participam de Intercâmbio Universitário na Alemanha
Por Fabia Jaqueline

No período de 17 a 30 de Junho aconteceu o Intercâmbio Universitário Brasil e Alemanha.  A realização do intercâmbio foi possivel através do convite feito pelo professor Dirk Oessselmann em outubro de 2017 a equipe participante do Projeto de Pesquisa e Extensão Grupos Vivenciais vida em sociedade: uma intervencao interdisciplinar coordenada pela Prof. Rosangela Darwich do Programa de Pós Graduação em Comunicação, Linguagem e Cultura e que tem como coordenação adjunta a Prof. Lucia Garcia do Curso de Servico Social.

Participam desta viagem, além da professora Lucia Garcia (Servico Social), as alunas Jessica Morais e Giovana Cardoso do 5º semestre matutino e noturno respectivamente, assim como as professoras: Rosangela Darwich, Ana Letica Nunes, Fernanda Lima mais 6 alunos do curso de Psicologia.

O intercâmbio conta com apoio do Grupo Ser Educacional e propicia o conhecimento e a experiência de vivenciar a vida acadêmica em outro pais participando da dinâmica de estudos deles, e na medida do possível conhecendo novas experiencias como o trabalho do Assistente Social no Jardim da Infância, na escola, nas Organizações do bairro,  conhecer a experiência de um bairro ecológico, fazer um tour pela cidade guiada por um sem teto, a partir do seu olhar.

Uma oportunidade incrível também de aprofundar o debate sobre prevenção a violência e promoção de resiliência de forma interdisciplinar com a psicologia, dando ênfase a eixos tematicos do grupo de pesquisa e extensãp composto por alunos de Serviço Social e Psicologia.

Esta oportunidade desencadeia novas ideias, conteúdos e metodologias de trabalho com os alunos da Universidade como também com a comunidade externa com a qual já foram realizadas várias atividades. E para os universitários tem sido a importante aprender a conviver com os universitários que os hospedaram na cidade de Freiburg e ter como meio de transporte principal a bicicleta.

Confira as fotos!

14 Junho
Belém
Serviço Social realiza atividade em parceria com a Escola Estudual Justo Chermont
Por Fabia Jaqueline

O curso Serviço Social da UNAMA– Alcindo Cacela realizou ação em parceria com a Escola Estadual Justo Chermont realizando palestra sobre o Protagonismo Juvenil. A ação contou com a presença de alunos do 5º semestre que estiveram realizando dinâmicas e conversa com os estudantes. A Ação faz parte do Projeto Ser Parceiros que tem como objetivo ser presença sustentável nas Escolas públicas e privadas de ensino Médio da Região Metropolitana de Belém, ofertando e executando serviços educacionais, bem como estabelecendo relacionamento qualificado com a comunidade acadêmica.

A Escola Estadual Justo Chermont, é a escola apadrinhada pelo curso de Serviço Social sendo ponte entre a UNAMA e a escola nas suas demandas e necessidades acadêmicas.

A ação aconteceu no dia 15/06, e foi realizado na sala de aula com os alunos da escola. Confira as fotos em anexo!

12 Junho
Belém
Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil é marcado na UNAMA
Por Fabia Jaqueline

No dia 12 de Junho é marcado o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil e o curso de Serviço Social realizou atividade de sensibilização para essa problemática, entregando cartilhas infomativas sobre a temática para professores, alunos e funcionário na unidade Alcindo Cacela. No Brasil, o trabalho é proibido para quem ainda não completou 16 anos, como regra geral. Quando realizado na condição de aprendiz, é permitido a partir dos 14 anos.

O Trabalho Infantil representa um expressão da questão social uma vez que milhares de crianças deixam de ir à escola e de ter seus direitos preservados para trabalhar no campo, nas fábricas, nas ruas, para contribuir com as despesas da família.

08 Junho
Belém
Alunos realizam atividades sobre atendimento a idosos
Por Fabia Jaqueline

Alunos da disciplina Eletiva I, ministrada pela professora Ms. Maria Cristina nas turmas do 7º semestre de Serviço Social, estudaram as politicas da Crianças e Adolescentes e Idosos, e tiveram como atividade realizar técnicas e dinâmicas de grupo pessoas de maior idade, que destaca as relações sociais com os idosos.

As atividades foram em sala de aula e serão realizadas em seguida nos locais de estágio como CRAS e Centros de Convivências da Terceira Idade.

As técnicas e dinâmicas de grupo são utilizadas para movimentar os alunos de forma lúdica, integrativa e de aproximação entre seus participantes. As dinâmicas oportunizam fazer circular discussões temáticas, estimular a participação, repassar informações, clarificar situações e também obter avaliações sistemáticas do desenvolvimento do grupo. É a possibilidade de experimentar outras ferramentas educativas, com caráter participativo e, por vezes, lúdico, para as abordagens temáticas de interesse do grupo, tornam mais flexíveis e principalmente promovem o diálogo.

O empreendimento de dinâmicas grupais possibilita ao profissional de Serviço Social (assim como os demais que realizam atividades com grupos) uma relação com o grupo, por meio de um conjunto de técnicas, para contribuir e facilitar a aprendizagem e resultar em caminhos percorridos e a percorrer para a obtenção dos resultados desejáveis para o grupo.

As técnicas devem ser utilizadas corretamente e dentro de um ambiente social e relacional pactuado com o grupo, pois assim possuem o poder de motivar e impulsionar os indivíduos, estimulando os elementos da dinâmica interna e externa e acionando o grupo na direção de seus objetivos.

 

04 Junho
Belém
Avaliação do ENADE do curso de Serviço Social é redirecionada
Por Fabia Jaqueline

Uma mudança na legislação redirecionou a área de avaliação Serviço Social para o Ano III do Ciclo Avaliativo do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), dedicado às áreas integrantes das Ciências Sociais Aplicadas.

Em função da alteração, os estudantes de Serviço Social, ingressantes e concluintes, deverão ser inscritos no Enade 2018, e o curso de Serviço Social semanalmente tem realizado aulas, palestras e simualdos voltados para as temáticas do Enade.

04 Junho
Belém
Docentes participam de seção especial em alusão ao Dia do Assistente Social
Por Fabia Jaqueline

A Coordenação e docentes do curso de Serviço Social da Universidade da Amazônia (UNAMA) participaram de uma Seção Especial, na Câmara Municipal de Belém, no dia 15 de maio, em homenagem ao Dia do Assistente Social. A proposta surgiu por meio do Vereador Cleison Souza da Silva - por entender a importância da profissão na sociedade -, e foi aprovada por unanimidade pelo Poder Legislativo.


Para compor a mesa oficial, foi indicada a aluna da primeira turma de Serviço Social da UNAMA, professora Zoraide Leitão. Além da vasta experiência profissional, a professora é responsável por coordenar um dos projetos de extensão do Curso, o Polo UNAMA de Liberdade Assistida – atendimento a crianças e adolescentes autores de atos infracionais.


 

04 Junho
Belém
Programa de Apadrinhamento Afetivo Conta Comigo
Por Fabia Jaqueline

Um diferencial do curso de Serviço Social são os Projetos de Extensão é um deles é o Programa de Apadrinhamento Afetivo Conta Comigo

O que é o Programa de Apadrinhamento Afetivo Conta Comigo?

É uma forma de oportunizar, a crianças e adolescentes que se encontram em serviços de acolhimento institucional, acesso a direitos, principalmente o acesso ao direito à convivência familiar e comunitária, incentivando o envolvimento da comunidade e proporcionando, a essas crianças e adolescentes, experiências positivas que contribuam para a promoção de seu desenvolvimento e de sua autonomia. A diretriz norteadora do Conta Comigo é o princípio legal do melhor interesse da criança.

O Conta Comigo é um programa interinstitucional, lançado em 2014, de iniciativa da Coordenadoria Estadual da Infância e da Juventude do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, em parceria com a Fundação Papa João XXIII- FUNPAPA, a Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Trabalho de Ananindeua-SEMCAT, a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social de Marituba, a Associação Creche-Casa Lar Cordeirinhos de Deus, e a Universidade da Amazônia - UNAMA, com o apoio das Varas de Infância e Juventude nos municípios de Belém, Ananindeua e Marituba.

O que faz uma madrinha ou padrinho afetivo Conta Comigo?

Desejamos  que se estabeleça entre madrinhas/padrinhos e afilhados/afilhadas Conta Comigo uma relação afetiva duradoura de amizade e que o padrinho ou madrinha torne-se referência afetiva na vida do afilhado ou afilhada. Portanto, os padrinhos e madrinhas podem realizar diversas atividades com seus afilhados, desde passeios à orientação escolar ou profissional (para os adolescentes próximos aos 18 anos), ou até mesmo a realização de atividades diárias mais simples que crianças e adolescentes que vivem em instituições de acolhimento costumam não realizar.

A madrinha ou padrinho vai desempenhar o papel de pai ou mãe na vida da criança ou adolescente acolhido? A criança ou adolescente vai morar com a madrinha/padrinho?

Não. As crianças e adolescentes continuarão vivendo nos abrigos, sob a guarda da instituição de acolhimento. A madrinha ou padrinho deverá passar momentos junto a criança ou adolescente, no mínimo, quinzenalmente após celebrado o apadrinhamento. O planejamento e natureza desses momentos será definido junto à equipe técnica do abrigo.

Quem pode ser padrinho ou madrinha afetiva Conta Comigo?

Qualquer pessoa interessada, desde que preencha os pré-requisitos do Programa:

  • Ter disponibilidade de tempo, especialmente (mas não apenas) aos finais de semana;

  • Ter disponibilidade afetiva para apadrinhar uma criança ou um adolescente;

  • Ser aberto a compreender diferenças culturais, de gênero, religiosas, entre outras, e respeitá-las;

  • Zelar pela segurança da criança/adolescente;

  • Ser maior de 18 anos;

  • Ter diferença mínima de 16 anos entre a sua idade e a idade da criança ou adolescente a ser apadrinhada;

  • Apresentar documentação pessoal, sempre que solicitado;

  • Residir na área de abrangência do Programa;

  • Não ter demanda judicial em que lhe seja imputada a prática de abusos, maus tratos ou negligência para com crianças e adolescentes ou outros crimes;

  • Participar do curso básico para voluntários em serviços de acolhimento e atingir os percentuais de aproveitamento e participação exigidos;

  • Participar dos encontros de acompanhamento coletivos e individuais;

    O que preciso fazer para me tornar uma madrinha ou padrinho afetivo Conta Comigo?

  • Após registrar o seu interesse, você irá receber e-mails automáticos sobre o local, dia e horário de início da próxima turma do curso básico (o curso é obrigatório para aqueles que desejam ser madrinhas/padrinhos afetivos)

  • Caso atinja o percentual mínimo de participação e aproveitamento, você receberá o certificado de conclusão do curso

  • De posse do certificado, você passará por um estudo interprofissional realizado pela equipe da instituição de acolhimento que fará a análise de sua situação para o apadrinhamento afetivo

  • Caso o estudo da equipe aponte para a realização do apadrinhamento, você e a criança ou adolescente a ser apadrinhado irão passar por um período de aproximação

  • Se tudo ocorrer como esperado no período de aproximação, será celebrado o apadrinhamento

  • Após a celebração, você deverá participar dos encontros de acompanhamento grupais (por, no mínimo, um semestre) e dos encontros de acompanhamento individuais que durarão enquanto durar a convivência entre você e seu afilhado.

Basta participar do curso para me tornar uma madrinha ou padrinho afetivo Conta Comigo?

Não. Além de participar do curso, você deverá preencher todos os outros pré-requisitos do Programa e participar de um estudo interprofissional (entrevistas, visitas domiciliares) com uma equipe técnica. A análise e parecer da equipe é um dos critérios para que você venha a ser madrinha ou padrinho afetivo Conta Comigo. 

Existem outras formas de colaborar com crianças em instituições de acolhimento, além do apadrinhamento afetivo?

Sim. Você pode se tornar um voluntário colaborador de uma instituição de acolhimento. O colaborador presta serviços à instituição de acolhimento ou diretamente às crianças/adolescentes, podendo contribuir na realização de eventos, passeios ou dias festivos, fornecer material escolar, auxiliar nas lições escolares, realizar o pagamento de uma atividade esportiva para a criança/adolescente, dentre outras.

As formas de atuação da madrinha/padrinho afetivo e do colaborador são diferenciadas: enquanto a madrinha/padrinho afetivo assume o compromisso de manter uma relação duradoura de amizade com uma criança/adolescente acolhido, tornando-se referência afetiva, o colaborador contribui com ações pontuais para todo o grupo de crianças/adolescentes acolhidos. Apesar do foco do Programa Conta Comigo ser a formação de pretendentes ao apadrinhamento afetivo, a turma de 2018.2 será aberta também aos que desejam desempenhar outros tipos de trabalho voluntário em instituições de acolhimento. As inscrições estarão aberta a partir de 01 de agosto.

Quem são os adolescentes e crianças disponíveis ao apadrinhamento afetivo Conta Comigo?

- Adolescentes;

- Crianças a partir dos 7 (sete) anos de idade;

- Crianças e adolescentes com deficiência e/ou necessidades específicas de saúde (de qualquer idade).

MAIORES INFORMAÇÕES: Programa de Apadrinhamento Afetivo Conta Comigo por meio do site.

 

Páginas