UNAMA | Ser Educacional Unama
01 Abril
Santarém
Unidade promove palestra sobre Imposto de Renda Pessoa Física
Por Wladimir Antônio

No dia 11 de abril, às 19h, no Auditório Central da Unama Santarém, o Conselho Reginal de Contabilidade realizará uma palestra sobre Imposto de Renda da Pessoa Física 2019.

O palestrante será o Sr. Welson Nogueira Silva, Auditor Fiscal e Delegado Substituto da Receita Federal, em Santarém-PA. 

01 Abril
Santarém
Alunos promovem ação social em Santarém
Por Wladimir Antônio

No dia 31 de março (domingo), das 18h às 21h, os cursos de Administração e Ciências Contábeis da UNAMA, unidade Santarém, ofereceram consultoria empresarial e esclarecimentos sobre o Imposto de Renda 2019. A ação contou com a participação da Direção, Coodenadores e Professores de diversos cursos, equipe comercial e pessoal de apoio.

 

07 Maio
Belém
Unidade promove Feira do Imposto de Renda no Shopping
Por Regina Cleide

A Universidade da Amazônia (UNAMA), em parceria com o Parque Shopping Belém,  promoveu a Feira do Imposto de Renda. O evento aconteceu de 21 a 28 de Abril , no Shopping, das 15h às 19h; e também no dia 14 de abril, das 8h30 às 13h, no laboratório L-101, no campus Alcindo Cacela da Instituição de Ensino Superior (IES). Com orientações gratuitas, a população pôde tirar suas dúvidas sobre a declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2018 com nossos professores e estudantes do curso de Ciências Contábeis. 

26 Abril
Santarém
Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física
Por Wladimir Antônio

Para facilitar na hora de preencher a sua declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física considere os seguintes itens:

PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO

  1. Organize a documentação necessária: reúna todos os comprovante de rendimentos, despesas, financiamento, consórcio, movimentação bancária e comprovantes de compra e venda de ativo fixo (terreno, veículos, etc.);
  2. Iniciei pelos rendimentos: a cédula C dos empregadores terão todas as informações necessárias (rendimento anual, pensões alimentícias, planos de saúde, etc.);
  3. Pagamentos realizados: alguns gastos são dedutíveis, como despesas médicas, planos de saúde, previdência privada, gastos com educação e contribuição previdenciária de empregadores domésticos.
  4. Bens e direitos: saldos bancários, investimentos, imóveis, automóveis e demais propriedades do declarante e seus dependentes. Esses bens e direitos devem dar continuidade ao que foi declarado no ano anterior.
  5. Dependentes: podem ser incluídos até três dependentes, para fins de dedução do IR.
  6. Doação direta: ainda é possível fazer doações e abater até 3% no IR. O valor pode ser descontado do que se tem a pagar ou aumentar a restituição. Para declarar essa doação, basta clicar no item RESUMO DA DECLARAÇÃO e selecionar a opção DOAÇÃO DIRETA NA DECLARAÇÃO.

DECLARAÇÃO SIMPLES OU COMPLETA?

A melhor opção é fazer a comparação entre os dois métodos para escolher o mais vantajoso. O próprio sistema da Receita Federal ajuda nesse processo. Após a conclusão do preenchimento da declaração, o sistema informa a diferença entre os dois métodos e é possível escolher entre o que gera mais benefício. O modelo Simplificado considera um desconto de 20% sobre a base de cálculo do imposto, limitado a R$ 16.754,34. Se as despesas dedutíveis (educação, saúde, etc.) forem maiores que 20%, a declaração Completa será a melhor opção.

 

DECLAÇÃO CONJUNTO OU SEPARADA?

A melhor forma é simular as duas situações (conjunta e individualizada), para avaliar qual traz mais benefícios. Quando o dependente aufere rendimento, é comum a declaração conjunta não trazer benefícios tributários.

 

PRAZO MÁXIMO PARA DECLARAÇÃO

O prazo de encerramento do envio da declaração do imposto de renda da pessoa física é 28 de abril de 2017 (próxima sexta). Caso você não consiga enviá-la fora do prazo, a sugestão é enviá-la incompleta e depois retificá-la. Enviar fora do prazo gera, no mínimo, uma multa de R$ 165,74. O valor máximo corresponde a 20% do imposto devido.

 

QUANDO INICIA A RESTITUIÇÃO?

As restituições começam no dia 16 de junho e vão até dezembro. Idosos, portadores de doenças graves, deficientes físicos ou mentais têm prioridade. Os contribuintes que enviarem a sua declaração no início do prazo, sem erros ou inconsistências receberão mais cedo as suas restituições.

 

Se você não estiver seguro ou não tiver tempo, procure um especialista.