UNAMA | Ser Educacional Unama
30 Novembro
Belém
Alunos criam artigo sobre prevenção na Radiologia
Por Dirceu Costa

ATÉ NO INVERSO DO QUADRADO DA DISTÂNCIA, É PRECISO PREVENIR!

 

ARIANY LAYSE DE OLIVEIRA CORREA1

DIOGO JOSÉ SANTOS DE SOUZA1

ISTANEY AGUIAR DOS SANTOS1

CLAUDIO EDUARDO CORRÊA TEIXEIRA2

 

1Alunos do 6o Semestre do Curso de Tecnologia em Radiologia do Centro de Ciências Biológicas da Universidade da Amazônia

2Professor do Curso de Tecnologia em Radiologia do Centro de Ciências Biológicas da Universidade da Amazônia

 

cecteixeira@pq.cnpq.br

 

Na Medicina, a radiação ionizante é amplamente usada para tratamento e diagnóstico de doenças. Radiação ionizante pode ser entendida como qualquer partícula ou radiação eletromagnética capaz de remover um elétron de átomos ou moléculas, gerando íons. Por exemplo, os raios-X, radiação alfa, beta e radiação gama, são radiações ionizantes (Flor & Gelbeke, 2013).

Apesar de todos os benefícios da radiação ionizante, sabe-se que sua interação com material biológico pode produzir efeitos nocivos à saúde. Entre todas as fontes de radiação naturais e artificiais, as que mais representam risco são as utilizadas em radiologia diagnóstica, ou seja, mamografia, tomografia computadorizada, tomografia com emissão de pósitrons, etc. (Flor & Kirchhof, 2006).

Os efeitos deletérios da radiação sobre os organismos vivos são categorizados em determinísticos e estocásticos. Os efeitos determinísticos decorrem da alta dose de radiação a qual o indivíduo se expõe, a qual certamente leva a perdas parciais ou totais de uma função biológica, podendo levar em alguns casos até mesmo à morte (Okuno, 2013). Dentre os problemas ocasionados pelos efeitos determinísticos estão: esterilidade, radiodermite, náusea, catarata, entre outros. Já o efeito estocástico não está associado simplesmente a dose de radiação a qual o indivíduo se expõe, pois até mesmo pequenas doses de radiação no decorrer do tempo podem levar a alterações biológicas, como as mutações genéticas. Tais mutações podem ocorrer em células germinativas ou somáticas; no primeiro caso o dano ocasiona mudança hereditária, já no segundo o dano possibilita o aparecimento de câncer (Soares et al., 2011).

Percebe-se então que é imprescindível tomar medidas protetivas e preventivas contra os efeitos estocásticos acima mencionados, medidas essas direcionadas a pacientes e aos profissionais de saúde em contato diário com a radiação ionizante. E, em setores hospitalares como as unidades de terapias intensivas, unidades de internações, centros cirúrgicos, unidades coronarianas, entre outras, onde há exposição à radiação ionizante proveniente dos equipamentos radiológicos portáteis utilizados nestes ambientes, tais medidas se tornam ainda mais importantes (Huhn et al., 2016).

Nesse contexto, a Portaria 453 de 1998, item 4.27 diz que a realização de exames radiológicos com equipamentos móveis em leitos hospitalares ou ambientes coletivos de internação, somente deve ser realizada quando não for possível transferir o paciente para uma instalação com equipamento fixo. Neste caso, segundo o item 4.26 desta mesma Portaria, deve também ser adotada uma das seguintes medidas: i) os pacientes devem ser protegidos da radiação por uma barreira protetora de corpo inteiro, com no mínimo 0,5 mm equivalente de chumbo; ii) os demais pacientes que não puderem ser retirados do ambiente onde o exame radiológico será executado, devem ser posicionados a, no mínimo, 2 metros do cabeçote ou do receptor do sinal radiológico (BRASIL, 1998).

Não é fácil, impor uma distância segura entre a fonte de radiação e o organismo vivo, pois existe uma série de variáveis que podem influenciar na interação entre a radiação e os tecidos vivos, como o grau de radiossensibilidade dos tecidos, a dose de radiação recebida, tipo de exame realizado e tipo de equipamento utilizado. Em todo caso pode-se utilizar a Lei do Inverso do Quadrado da Distância para estimar uma distância segura entre o organismo vivo e a fonte de radiação. Entretanto, ainda assim a melhor maneira de se proteger da radiação é com a utilização de equipamentos de proteção individual, destinados a proteção dos pacientes e dos profissionais de saúde que atuam na radiologia (Nouailhetas, 2008).

De qualquer modo, prevenir é preciso, até mesmo no inverso do quadrado da distância.

 

 

REFERÊNCIAS

 

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria SVS/MS n° 453, de 1 de junho de 1998. [acesso em 14 jun. 2017]. Disponível em: http://www.conter.gov.br/uploads/legislativo/portaria_453.pdf

 

Flôr RDC & Kirchhof ALC. (2006). Uma prática educativa de sensibilização quanto à exposiçãoa radiação ionizante com profissionais de saúde. Rev Bras Enferm. 59(3):274–8.

 

Flor RC, Gelbcke FL. (2013). Proteção radiológica e a atitude de trabalhadores de enfermagem em serviço de hemodinâmica. Texto Contexto Enferm. 22(2):416-22.

 

Huhn A, Vargas MAO, Melo JAC, Lima FG, Lança L, Ferreira ML. (2016). Proteção radiológica: da legislação à prática de um serviço. Rev Enferm Foco. 7(2): 27-31.

 

Nouailhetas Y. Radiações Ionizantes e a vida. Rio de Janeiro: CNEN; 2008 [acesso em 10 jul. 2017]. p. 42. Disponível em: http://www.cnen.gov.br/ensino/apostilas/rad_ion.pdf

 

Okuno E. (2013). Efeitos biológicos das radiações ionizantes. Acidente radiológico de Goiânia. Estud Av. 27(77): 185–200.

Soares FAP, Pereira AG, Flôr RDC. (2011). Utilização de vestimentas de proteção radiológicapara redução de dose absorvida: uma revisão integrativa da literatura. Radiol Bras. 44(2): 97–103.

29 Novembro
Belém
Alunos criam página para divulgar projeto Raízes da Cidade
Por Fernando Navarro

Os alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo, na disciplina Urbanismo IV, sob condução da Profa. MsC. Dula Lima, criaram o Projeto Raízes da Cidade, com o objetivo principal de qualificar urbana e e ambientalmente a Ilha de Caratateua (Outeiro), integrante da Região Metropolitana de Belém, colocando em prática, assim, todos as habilidades e competências vinculadas ao desenvolvimento da disciplina, transformando informações e conteúdos, em conhecimetno aplicado.

Neste fazer, foi criada a página  Raizes da Cidade,  onde se pode conhecer o projeto em detalhes, e ainda acompanhar vídeos, cobertura na imprensa, etc.

29 Novembro
Belém
Disciplinas de Gastronomia são ministradas na Mostra Campus
Por Bruno Santos

A Mostra Campus é um projeto voltado para apresentação dos cursos ofertados na Universidade da Amazônia, que foi realizado no dia 30 de setembro de 2017.

Foi apresentado neste dia à comunidade externa, o curso de Gastronomia, sua grade curricular e a infraestrutura oferecida pela IES para a realização de aulas práticas e teóricas.

A programação teve início às 8h e término às 16h, com aulas demonstrativas de 2 das disciplinas que compõem a grade curricular do curso: Serviços de Sala e Bar e Chocolateria.

29 Novembro
Belém
Alunos participam de Semana de Oficinas Profissionalizantes
Por Bruno Santos

Entre os dias 16 e 20 de outubro, a UNAMA realizou a Semana de Oficinas Profissionalizantes. Esse evento, voltado para alunos da Instituição, tem como fundamento aprimorar os alunos relacionando conteúdo trabalhado em sala de aula com a prática profissional. Durante cinco dias, os alunos foram contemplados com uma série de atividades que promoveram essa integração.

A programação consiste em oficinas e palestras para os alunos do curso de Gastronomia dentre elas as voltadas para as turmas do 2º semestre, sob a supervisão da professora da disciplina de Serviços de Sala e Bar: Keilla Cardoso.

29 Novembro
Belém
Alunos participam de aula prática sobre coquetelaria
Por Bruno Santos

Nesta atividade, no dia 22/09/2017, no campus Alcindo cacela, os alunos do 2º semestre do curso de Gastronomia realizaram, previamente, uma pesquisa, auxiliados pela profª. da disciplina de Serviços de Sala e bar, Keilla Cardoso, acerca dos diversos coquetéis que constam no site da IBA (International Bartenders Association). Cada equipe apresentou 2 coquetéis selecionados por sorteio, e ainda, foram apresentados modo de preparo, ingredientes utilizados e suas adaptações, e histórico dos coquetéis.

As equipes realizaram a elaboração dos coquetéis no momento da atividade e por fim, ofereceram degustações aos visitantes. Dessa forma, foi alcançado o objetivo de colocar em prática a temática que abrange a Coquetelaria, um dos tópicos que compõem o conteúdo programático da disciplina, assim como, levar à comunidade acadêmica o conhecimento do que é abordado no curso de Gastronomia.

29 Novembro
Belém
Alunos participam de Encontro Mundial das Cidades Criativas da Gastronomia
Por Bruno Santos

No período de 07 a 11 de novembro de 2017, Belém sediou o evento denominado Encontro Mundial das Cidades Criativas da Gastronomia da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), evento internacional realizado pela prefeitura que, pela primeira vez, foi realizado no continente americano. Os sabores regionais foram o centro da programação, que trouxe à capital do Pará chefs de diversas regiões do mundo para conhecer nossa tradição gastronômica e cultural.

Estratégias para potencializar negócios e a sustentabilidade no setor da culinária na região foram o foco do Encontro, o primeiro grande evento que foi realizado após Belém ter conquistado o título mundial de Cidade Criativa da Gastronomia pela Unesco, em 2015, concedido a apenas 18 localidades em todo o mundo. Tivemos a participação de 16 representantes da Unesco vindos da China, Líbano, Colômbia, Estados Unidos, Suécia, México, Coréia do Sul, Irã, Itália, Espanha e Turquia.

A abertura do Encontro foi realizada no Palácio Antônio Lemos, no dia 7 de novembro. No dia 8, a comitiva visitou a ilha do Combu, onde tivemos a participação do corpo docente do curso de Gastronomia, representado pela presença da profª Gisele Arouck, no qual conheceram a cadeia produtiva da mandioca e do cacau.

Dia 9 houve o “Workshop Biodiversidade: Diálogos com a gastronomia”, no Pólo Joalheiro, São José Liberto. Em seguida, foi realizado um dos momentos altos da programação, o “Desafio ao vivo de chefs – Cooking Show”, que reuniu chefs internacionais da comitiva da Unesco, chefs paraenses, como nosso aluno egresso Artur Bestene, convidados de diversas regiões do Brasil e os alunos do curso de Gastronomia da UNAMA. Os chefs visitantes tiveram que cozinhar usando ingredientes típicos do Pará e de outras regiões do mundo, criando, ao vivo, pratos inusitados e inéditos.

No dia 10 a comitiva conheceu o maior mercado a céu aberto da América Latina, a feira do Ver-o-Peso. No último dia do Encontro, 11, o grupo visitou as ruínas do Murucutum e o Festival Fartura, que reúne produtores, mercados e chefs para provar novas receitas e também pratos típicos de diversas cidades do Brasil. Nos dias 10 e 11 foi realizada feira expositiva de produtos inéditos elaborados pelos alunos do curso de Gastronomia, no Portal da Amazônia.

29 Novembro
Belém
Alunos de Nutrição fazem vídeos para o canal da UNAMA
Por Bruno Santos

O canal da UNAMA no Youtube divulgou quatro vídeos com a participação dos alunos da Nutrição, contando como está sendo a experiência de estudar na UNAMA e no curso de Nutrição.

Segue o link dos vídeos:

https://www.youtube.com/watch?v=UY2-41N1HTM

https://www.youtube.com/watch?v=WQk2ob3zoHE

https://www.youtube.com/watch?v=QvimQsBUNWU

https://www.youtube.com/watch?v=cClAFNDjrkY

29 Novembro
Pará
Pró-Reitor da UNANA toma posse na Academia Paraense de Letras Jurídicas
Por Amadeu Vidonho

No dia 06 de dezembro próximo, ocorrerá a posse do Pró-Reitor de Ensino da UNAMA, Prof. Jeferson Antonio Fernandes Bacelar na Academia Paraense de Letras Jurídicas (Rua João Diogo, n. 235/Belém), sede da Academia Paraense de Letras. O Prof. Jeferson Antonio Fernandes Bacelar, é nascido em Santarém, e ocupa, atualmente, a Pró-Reitoria de Ensino da Universidade da Amazônia. Ele também é escritor de uma série de obras jurídicas e não jurídicas, bem como, publicações em livros e periódicos e ocupará a cadeira de n. 19 (Patronimica Jorge Hurley). O Orador Oficial da Sessão será a Acadêmica Paula Franssinetti Mattos (cadeira n. 1).

29 Novembro
Belém
Discentes de cursos de Tecnologia fazem o ENADE 2017
Por Wendel Castro

No dia 26 de novembro, em uma faculdade de belém, discentes dos cursos de Ciência da Computação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Redes de Computadores realizaram a prova ENADE. O Conceito Enade é um indicador de qualidade que avalia os cursos por intermédio dos desempenhos dos estudantes na prova. O objetivo do Enade é avaliar e acompanhar o processo de aprendizagem e o desempenho acadêmico dos estudantes em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares do respectivo curso de graduação.
 
As provas do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2017 terminaram às 17h30 (Horário de Brasília) em todo o país, mas o Questionário do Estudante pode ser preenchido até 23h59 deste domingo, 26. A participação na prova e o preenchimento do Questionário do Estudante são obrigatórios para obtenção de regularidade junto ao Exame, permitindo a colação de grau dos estudantes habilitados para o Enade 2017. Disponível no Sistema Enade desde 4 de setembro, o Questionário tinha sido finalizado por 86% dos inscritos até o fechamento dos portões, às 13h.
 
Os gabaritos e padrões de respostas serão publicados a partir de 4 de dezembro, no portal do Inep. Já o Relatório dos Estudantes em Situação Regular junto ao Enade 2017, que permitirá às IES registrarem no histórico escolar do estudante sua situação junto ao Enade, será disponibilizado a partir de 20 de dezembro. Já o Boletim de Desempenho Individual será disponibilizado no Sistema Enade em data que será divulgada pelo Inep oportunamente.
 
Os resultados do Enade, aliados às respostas do Questionário do Estudante, são os insumos para o cálculo dos indicadores de qualidade da educação superior: Conceito Enade, Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD), Conceito Preliminar de Curso (CPC) e Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC). Esses indicadores aferem a qualidade dos cursos e das instituições do país, sendo utilizados tanto para o desenvolvimento de políticas públicas para a Educação Superior quanto como fonte de consultas pela sociedade.
 
 

29 Novembro
Belém
Alunos realizam prova do ENADE
Por Ana Darc



Estudantes concluintes dos cursos Licenciatura, Bacharelado da área de Ciências Exatas, além dos cursos superiores de Tecnologia, realizaram o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes- ENADE, neste último domingo (26). Os Discentes exaltaram que os contéudos abordados na prova foram todos trabalhados ao longo dos quatro anos de formação.