UNAMA | Ser Educacional Unama
17 Agosto
Belém
Confira os editais de monitoria do curso de Enfermagem
Por Renata Glaucia

Coordenação do Curso de Enfermagem da UNAMA Belém divulga edital para seleção de monitores (modalidade: Monitoria Acadêmica e Monitoria de eventos) para o semestre de 2018.2.

As inscrições para o processo seletivo de monitoria serão no período de 17 a 24 de agosto de 2018 na Recepção da Coordenação de Enfermagem (2º andar do Bloco C, recepção da sala dos professores) no horário de 8 às 19h, com publicação da homologação das inscrições no dia 28 de agosto de 2018.

1. Monitoria Acadêmica:

Para participar, o aluno de Enfermagem deve estar matriculado no curso e já ter cursado em semestres anteriores e ter sido aprovado na disciplina objeto da Monitoria, atingindo a média nas duas primeiras avaliações do semestre, ou seja, 7,0 (sete).

Para que a inscrição seja efetuada, são necessários os seguintes documentos:

a)        Ficha de inscrição devidamente preenchida pelo candidato a vaga de monitor;

b)        E-mails e telefones atualizados (ficha de cadastro);

c)         Cópia do histórico escolar atualizado;

d)        Cópia do RG, CPF e comprovante de residência;

e)        Declaração de vinculo com a IES.

Observação: A comissão organizadora não se responsabiliza por problemas relacionados a servidor no acesso a documentos gerados via internet, assim como pela verificação das etapas e horários do processo, essas são de responsabilidade do aluno; a ausência de qualquer documentos resultara de indeferimento da inscrição, e a ausência do discente em qualquer uma das etapas desclassifica automaticamente o candidato.

2. Monitoria para Eventos:

Para participar, o acadêmico de Enfermagem deve estar matriculado no curso além de ter disponibilidade de 20h semanais no contra turno, ou seja, as atividades de monitoria não devem coincidir com o horário/turno de aula do candidato.

Observação: A prova de Monitoria de Eventos constará de entrega de Carta de intenção, demonstrando interesse, trajetória acadêmica e disponibilidade do candidato. Além dos seguintes documentos:

a)        Ficha de inscrição devidamente preenchida pelo candidato a vaga de monitor;

b)        E-mails e telefones atualizados (ficha de cadastro);

c)         Cópia do histórico escolar atualizado;

d)        Cópia do RG, CPF e comprovante de residência;

e)        Declaração de vinculo com a IES.

O Programa de monitoria apresenta inúmeros benefícios, dentre eles o desenvolvimento de autonomia do aluno monitor, o aumento do senso de responsabilidade e a ampliação do vínculo do professor, monitor, alunado e Instituição de Ensino. É uma excelente oportunidade para o amadurecimento acadêmico do aluno. A monitoria tem objetivo de despertar nos discentes o interesse pela carreira docente ou pelo aprofundamento de estudos em uma determinada disciplina, incentivando-os também à pesquisa e às atividades de extensão e empreendedorismo; e oportunizar o discente em sua integração com a comunidade universitária.

O curso de Enfermagem da Unama apresenta um compromisso com seus alunos em lançar o edital de monitoria e acompanhar seus acadêmicos nesse processo de amadurecimento acadêmico e desenvolvimento de habilidades como autonomia, responsabilidade, gestão, ensino e pesquisa.

Boa sorte queridos alunos!

Segue em anexo os editais, ficha de  inscrição, regimento de monitora e conteúdo programático.

 

02 Agosto
Belém
Horários de aula do curso de Enfermagem da unidade Alcindo Cacela
Por Renata Glaucia

Prezados discentes, fiquem atentos com o retorno das aulas, na unidade Alcindo Cacela, semestre 2018.2:

07/08/2018 - Início das aulas para alunos dos terceiros períodos em diante. 

14/08/2018 - Início das aulas para alunos dos  primeiros e segundos períodos.

O ensalamento e as avaliações também já foram definidas, confira abaixo.

 

22 Junho
Belém
O uso da simulação realística como metodologia na enfermagem
Por Renata Glaucia

A simulação realística compreende uma técnica para substituir ou ampliar experiências reais. Na área da saúde especificamente, se apresenta como uma tentativa de reproduzir os aspectos essenciais de um cenário clínico para que, quando um cenário semelhante ocorrer em um contexto clínico real, a situação possa ser gerenciada pela equipe com êxito.

O processo de ensino de Enfermagem tem sofrido várias transformações com o passar dos anos, para atender as necessidades de uma sociedade também em contínua mudança e evolução. Nessa perspectiva, tem-se investigado o emprego de novas tecnologias, como uma estratégia de ensino-aprendizagem ativa, na qual se busca o desenvolvimento e aprimoramento de habilidades necessárias para as atividades assistenciais futuras.

O laboratório se constitui em um espaço para treinamento privilegiado, objetivando desenvolver no discente, habilidades técnicas e emocionais antes de enfrentar uma situação real. O uso de simulação realística em saúde permite maior retenção do conhecimento, e a medida que ocorre em ambiente educacional participativo e interativo, o aluno é convidado à construção do seu aprendizado.

Muitas vezes em sala de aula utilizando-se apenas modelos tradicionais de ensino focado na transmissão do conhecimento e de experiências, não é possível proporcionar subsídios para a tomada de decisão nas situações práticas que permeiam a vida profissional, assim, a simulação realística se reveste de grande importância e torna-se uma forte aliada no desenvolvimento de competências e habilidades.

Os laboratórios propiciam a articulação de saberes diversos e a superação da dicotomia entre formação profissional e formação geral do educando. Isso facilita a aprendizagem e gera reflexão sobre as práticas, mais do que garantir simplesmente treinamento para exercício de funções. Nesse processo de ensino-aprendizado com a metodologia de simulação de espaços reais, os professores protagonizam um papel fundamental, atuando como facilitadores, enfatizando o aprendizado autodirigido, centrado no discente.

Tais experiências proporcionam aos atores envolvidos, enxergar o ensino em laboratório como um espaço privilegiado, que requer constante interação entre os protagonistas, acadêmicos e professores no momento de integrar a teoria aprendida em sala de aula com a prática. 

Para os discentes o contato com os manequins, por exemplo, ajuda a trabalhar a postura e ergonomia durante os procedimentos que seriam quase impossíveis e de certa forma perigosas de ensinar/aprender em um ambiente real.

No campo prático, após aulas com repetições de técnicas, uma vez que o ambiente da simulação propicia erros e aprendizado com eles, os alunos apresentam-se seguros na execução das tarefas, situação vivenciada em prática supervisionada onde os alunos que se depararam com uma a avaliação de pacientes nas várias entidades clínicas, não se apresentaram intimidados e temerosos em interagir com a equipe multiprofissional assistente, mostrando a eficácia do treinamento prévio em laboratório.

O uso de simulação realística como metodologia ativa de ensino contribui para aumentar a autoconfiança, autoconhecimento e habilidades psicomotoras dos discentes na prática, além de proporcionar diálogo teórico-prático.

Os enfermeiros docentes do século 21 devem buscar estratégias para inovar o ensino, sendo a simulação uma ferramenta efetiva na educação e no contexto moderno do cuidado à saúde. São espaços privilegiados que simulam cenários da prática de cuidados à saúde. Os estudantes realizam atendimentos em pacientes simulados (manequins e/ou bonecos), sempre acompanhados por um facilitador que avaliará o desempenho das capacidades voltadas ao perfil do profissional a ser formado.

A instituição visa aproximar nossos discentes dos seus futuros campos de atuação. 

 

21 Junho
Belém
Alunos do curso de Enfermagem marcam presença em congresso internacional
Por Renata Glaucia

Aconteceu nos dias 30 de maio a 03 de junho,  em Manaus-AM, em sua 13ª edição, o Congresso Internacional da Rede Unida que trouxe como tema central “Faz escuro, mas cantamos: redes em re-existência nos encontros das águas”.  O evento congregou trabalhadores da saúde, usuários do SUS, pesquisadores, estudantes, professores, gestores e representantes de movimentos sociais, das áreas da educação e da saúde, onde foi discutido temáticas a respeito das ressignificação do processo de saúde.

O congresso foi um grande encontro permeado por compartilhamento de saberes, reflexões-críticas, aprendizados, cultura e arte, um convite a pensar, repensar e produzir o cuidado e a saúde envolvidos pelas energias da mãe-terra e de sua exuberante natureza.

A instituição esteve representada pelos alunos do curso de bacharelado em Enfermagem, unidade Alcindo Cacela, que apresentaram diversos trabalhos em rodas de conversas e távolas, metodologia usada para o debate das temáticas que os trabalhos abordavam. Para acadêmico de Enfermagem, Everton Wanzeler, o momento foi marcante em sua formação, "pois tivemos a oportunidade de debater temáticas importantes na reorganização da rede de assistência de saúde”. 

Everton também destacou que “falar sobre o Sistema Único de Saúde é sem dúvida maravilhoso, visto que o sistema ainda passa por várias nuances e configurações nos dias atuais! Fiquei muito grato por ter a oportunidade de falar sobre as peculiaridades do SUS no nosso Estado e o mais gratificante foi ser ouvido por profissionais e gestores de todo o país".

O congresso da rede unida é considerado o maior evento de Educação e Saúde da América Latina e nesta edição as discussões se voltaram para a defesa do SUS e para a mobilização para a 16º conferência nacional de saúde que acontecerá em 2019. A Conferencia é principal espaço de debate, discussão e construção do Controle e da Participação Social em Saúde terá como tema “8ª + 8 = 16ª”, uma referência à 8ª Conferência, realizada em 1986 e considerada um marco na história das conferências, conformando as bases para a seção “Da Saúde” da Constituição Brasileira de 1988, que consolidou o Sistema Único de Saúde (SUS). 

Para concluir Everton destacou “Precisamos enquanto academia levantar discussões a respeito do sistema que queremos trabalhar e quais as mudanças que podemos fazer para a melhoria do atendimento. Precisamos falar mais do SUS, para entendermos o quão importante é para os usuários que dele necessitam e colocar em nossas mentes que todos nós fazemos parte desse sistema e que precisamos vestir de fato a camisa e mudar a realidade que encontramos, não só no nosso Estado mais em todo o nosso país”. 

Fábio Manoel Gomes da Silva, acadêmico do 8º semestre do Curso de Enfermagem, relatou que o evento foi de grande importância para o seu currículo, e complementou com entusiasmo: “participar de um evento desta magnitude me proporcionou compartilhar experiências com profissionais de todo o Brasil; tive a oportunidade de explanar em rodas de conversas, minhas vivências e experiências acadêmicas, uma delas com a temática "VULNERABILIDADE DE GESTANTE À INFECÇÃO PELO HIV: RELATO DE EXPERIÊNCIA" que despertou interesse de membros de movimentos sociais que estão engajados nesse processo de luta em prol de garantias de cuidado humanizado as pessoas que vivem com o virus do HIV, e que realizam acompanhamento nos Centros de Treinamento e Testagem de todo o Brasil, principalmente em algumas regiões com carência de profissionais capacitados para compor as equipe multidisciplinares”. 

 

 

21 Junho
Belém
Graduação pode ser uma "ponte" para o sucesso
Por Renata Glaucia

Por acaso, em algum momento da sua vida você já parou para pensar a respeito da importância de uma ponte? Diante de um rio, de um vale, a transposição entre os dois lados é facilmente realizada através de uma ponte. Já imaginou, se não tivéssemos sobre os rios estas pontes? O mundo não seria o que é se não fossem essas pontes!

Há pontes sobre vales, riachos, córregos, rios e braços de mar. Também há vários tipos, tamanhos, formatos e estilos de pontes, além de inúmeros materiais com as quais são fabricadas: madeira, aço, concreto, cordas, dentre outros. Ponte, mais do que uma estrutura de concreto que une os dois lados e permite a passagem de pessoas e/ou veículos, tem sentido mais profundo e complexo: representa união, aproximação, elo, ligação, junção, contato, relacionamento, laço, vínculo, convívio.

A ponte é um símbolo de passagem, de transposição de um lugar para outro, de um tempo para outro, de um estado (físico, emocional ou intelectual) para outro. Nesse sentido a instituição sente-se honrada de narrar uma história de sucesso construída a partir dos pilares de nossa instituição.

Historiamos aqui a trajetória da enfermeira Clarissa Yuki Ribeiro Motizuki, egressa do curso de Enfermagem da unidade(2012-2016).

“Após a conclusão da primeira graduação, em Gestão Hospitalar, no ano de 2011, vislumbrei qual era minha verdadeira vocação: a Enfermagem. Ao ingressar na Universidade da Amazônia (UNAMA), em 2012, percebi que seria um grande desafio, pois lidar com vidas, com o cuidado, é uma grande tarefa profissional e social. Sempre digo que a enfermagem é como um sacerdócio, no que pese toda a doação, a abdicação da convivência com familiares, o cuidar sem olhar a quem, o amor empregado para tudo ser feito com maestria e destreza.

Além de todo apoio e orientação em casa, com uma mãe Enfermeira e experiente, meu modelo de profissional ímpar, pude contar com a formação diferenciada proporcionada pela UNAMA através de sua Coordenação e Corpo Docente, competentes e prestativos. Durante minha caminhada, veio o interesse pela Pesquisa e também a inclinação à Docência na área. Pude contar com o apoio dos professores, além de renomados, dedicados e competentes. Dentre eles, em minha vivência acadêmica, alguns contribuíram de maneira inestimável e imensurável, os quais me concederam a honra de beber de sua fonte de conhecimento: Profª. Drª. Glenda Ferreira; Profª. Msc. Margareth Braun e Profª. Msc. Milene Tyll. Além disso, fui privilegiada em ser orientada pelas Profª. Msc. Nathalie Mendes e Msc. Clarissa Mendes, sem as quais meu sonho não seria possível, pois contribuíram e me orientaram com coração e o profissionalismo dos competentes e promissores.

Após a graduação, algumas portas se abriram. Iniciei na docência ministrando cursos para alunos de cursos Técnicos em Enfermagem, e, posteriormente, tive o prazer imenso de trabalhar com a Msc. Márcia Iasi, Médica Gastroenterologista/Hepatologista e o Dr. Maurício Iasi, médico cirurgião pediátrico e hepatologista, os quais compõem a equipe do Grupo do Fígado da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCMPa), ambos com vasta experiência em transplante hepático em São Paulo.

Daí veio a oportunidade de participar de um curso de treinamento, no Estado de São Paulo, junto à Equipe de Transplante do Hospital Bandeirante, e na FSCMPa com uma equipe multidisciplinar de assistência em pré e pós-transplante.

Posteriormente, veio a oportunidade de trabalhar no projeto hepatoproteção da Amazônia Transplantes, Empresa de Assistência coordenada pelo Dr. Maurício Iasi com inserção tanto na capital quanto em outras cidades do Pará, cuja assistência se dava em comunidades ribeirinhas e indígenas.   Como enfermeira me coube a assistência de enfermagem ambulatorial, avaliando os pacientes com hepatites e/ou outras doenças do fígado com consequente cirrose ou hepatocarcinoma com indicação de transplante.

Essa experiência, no meu currículo, foi determinante para a indicação de coordenação das atividades de transplante na FSCMPa, assim que o Projeto que se encontra em fase de habilitação ministerial for implantado definitivamente naquele hospital. Hoje o hospital presta somente assistência ambulatorial aos transplantados em outras capitais.

Atualmente integro a equipe da Empresa Conecta Serviços e Comércio LTDA, no Pólo do Hospital Universitário de João de Barros Barreto (HUJBB).

Enfim, todas essas vivencias em um curto espaço tempo atribuo à minha formação universitária que se envolveu e soube me envolveu através de seus Mestres neste mundo da enfermagem que é tão amplo e magnifico que hoje posso falar do privilégio e orgulho de ter estudado e ter sido preparada na UNAMA” (Texto de Clarissa Yuki Ribeiro Motizuki). 

Parabéns Clarissa Yuki Ribeiro Motizuki!

Sentimo-nos honrados em fazer parte dessa trajetória de sucesso.

 

 

 

 

14 Junho
Belém
Confira a jornada de qualificação e defesas dos TCCs de Enfermagem
Por Renata Glaucia

Nos dias 19 e 20 de junho, ocorrerá a jornada de qualificação e defesas dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) dos alunos do curso de Enfermagem, na unidade UNAMA Alcindo Cacela.

A jornada ocorrerá das 8 às 19h nos dois dias, no Bloco F, campus Alcindo Cacela. Na ocasião, os alunos apresentarão os trabalhos para serem qualificados ou defendidos. As bancas contam com os professores mestres e doutores da instituição e convidados externos.

Será uma excelente oportunidade para aprendermos, afinal os professores e orientadadores fazem valiosissímas contribuições para o crescimento e aperfeiçoamento dos alunos.

Venha participar da jornada e aprimorar seus conhecimentos acadêmicos e metodológicos.

07 Junho
Belém
Alunos realizam ação de responsabilidade social em abrigo
Por Renata Glaucia

Participar, lutar, ousar em parceria com instituições e instâncias da sociedade, comprometidas com a elaboração de novas praticas de saúde, tem se constituído uma pauta constante no cotidiano da Enfermagem, que tem procurado enfrentar com ética, democracia e competência vários movimentos em prol de melhores condições de vida para a sociedade.

Nesse contexto, os alunos do curso de Enfermagem, unidade Alcindo Cacela realizaram no dia 4 de junho, a entrega de 115 kits de higiene arrecadados durante a X Semana de Enfermagem, para a Comunidade Missão Belém.

Participaram deste momento discentes de Enfermagem, bolsistas e voluntários do projeto de extensão "Comunidades Saudáveis" coordenado pela Profª. MSC. Nathalie Mendes.

O coordenador da casa dos idosos, Sr. Carlos, agradeceu imensamente a doação da UNAMA à comunidade, que atualmente acolhe 240 pessoas, entre elas idosos e pessoas em condição de rua. 

 

 

06 Junho
Belém
Alunos realizam ação educativa voltada para pessoas idosas
Por Renata Glaucia

No último dia 1º deste mês, alunos do curso de Enfermagem, unidade Alcindo Cacela realizaram uma ação educativa, com dinâmicas de grupo, bingo e lanche, no abrigo São Vicente de Paula.

Participaram da atividade 35 discentes, coordenados pela Profª MSC. Nathalie Mendes. A ação fez parte da aula prática da disciplina Cuidado Integral a Saúde do Idoso, do 6º semestre do curso. O momento foi esperado com muita expectativa pelas idosas da Instituição de Longa Permanência e promoveu muito entretenimento, lazer e diversão.

O momento é de troca de saberes, pois os discentes tiveram a oportunidade de colocar em prática o que aprendem em sala de aula, integrando os saberes científicos com os saberes populares com vista ao empoderamento dos idosos para intervir nos seus determinates de saúde doença, tendo em vista que essas pessoas têm muito o que ensinar com suas vastas experiências de vida.

Confira as imagens! 

02 Junho
Belém
Atenção ao novo calendário de provas
Por Ivie Reis

Atenção alunos, a Universidade da Amazônia informa que em razão das greves e paralisações, o calendário de prova foi alterado.

Novo período 12 a 18 de junho de 2018 

 

01 Junho
Belém
Confira o calendário de avaliações do curso de Enfermagem
Por Renata Glaucia

A coordenação do curso de Enfermagem da UNAMA, Unidade Alcindo Cacela publica calendário de aplicação das avaliações regimentais para o semestre de 2018.1.

Vamos lá Enfermagem, semana de avaliações chegando, vamos confirmar as datas? 

O calendário separado por turma está disponível aqui para vocês.

Nesse contexto, diante da importância do processo avaliativo preparamos umas dicas para vocês:

1) Não perca as datas, agora serão muitas provas e datas, imprima seu calendário de prova e não perca as datas! Em anexo estão os calendários de provas pra você não esquecer!

2) Não se atrase. Em dias de provas é muito importante você se organizar e não se atrasar, tente chegar cedo e evitar a adrenalina de chegar no último minuto.

3) Prepare suas canetas com antecedência, lembrem-se que só será permitido canetas esferográficas azuis ou pretas com cano transparente.

4) Não falte a devolutiva de suas provas, não deixe de se fazer presente na correção do professor e discussão das questões, este momento é importante para seu aprendizado e garante sua primeira vistas de provas. Pegue suas provas!

5) Boas provas, vocês estudaram! Vocês sabem que estudam para melhorar a qualidade de vida das pessoas, para fazer uma sociedade melhor, para fazer a diferença na vida e na saúde de muitas pessoas, então este momento de avaliações faz parte desta preparação que deve ser constante!

Desejamos uma excelente semana de provas à todos!